SIP critica Quito por 'cerco à imprensa crítica'

Entidades em defesa da liberdade de expressão, como a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) e o Comitê para Proteção dos Jornalistas (CPJ) criticaram Correa. "O Equador só está atrás de Cuba e Venezuela na lista de piores países latino-americanos para a liberdade de expressão", declarou ao Estado o copresidente da Comissão de Liberdade de Imprensa da SIP, Claudio Paolillo.

O Estado de S.Paulo

25 de janeiro de 2012 | 03h01

A SIP prometeu auxílio legal ao diário El Universo e aos jornalistas envolvidos no processo - que pode forçar a empresa e seus diretores a desembolsar US$ 40 milhões em multas.

Por meio de comunicado, o CPJ condenou a ofensiva de Correa contra a imprensa e publicou uma carta aberta ao secretário-geral da Organizção dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Inzulza, pedindo providências sobre o caso. / L.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.