SIP faz acordo por liberdade de expressão

Pela primeira vez, desde a criação da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), um país firmou acordo formal com a entidade pela liberdade de expressão da imprensa local. O governo da Guatemala entregou nesta segunda-feira, na Reunião de Meio de Ano da entidade, um documento assumindo a responsabilidade pela falta de empenho na investigação do desaparecimento da jornalista Ima Flaquer, ocorrido há mais de 20 anos.A SIP investiga o caso desde 1995. "É a primeira vez que se chega a uma solução amistosa sobre o assassinato de um jornalista", disse o presidente da SIP, Danilo Arbilla. No encerramento da reunião, nesta terça-feira, serão apresentadas novas propostas em defesa da liberdade de imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.