SIP se diz preocupada com situação no país

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) expressou ontem sua preocupação com denúncias de ataques contra jornais na Venezuela e solicitou às autoridades do país uma investigação imediata para identificar os responsáveis. A entidade destacou o incidente registrado no dia 28, quando uma bomba foi lançada contra a sede do jornal Qué Pasa, em Maracaibo. O ataque contra a publicação, crítica ao governo venezuelano, não deixou vítimas.

O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2012 | 03h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.