Síria acusa opositores de provocar acidente de trem

Um trem de passageiros descarrilou e pegou fogo na região central da Síria hoje. O motorista morreu, informaram autoridades locais. O governo diz que o acidente foi trabalho de "sabotadores" ligados ao levante que já dura quatro meses no país, mas integrantes da oposição negam a acusação.

AE, Agência Estado

23 de julho de 2011 | 17h26

O trem levava 485 passageiros quando descarrilou a cerca de 5 quilômetros da cidade de Homs, ponto importante do levante contra o presidente Bashar al-Assad. O condutor morreu na hora e 14 passageiros ficaram feridos, disseram funcionários ferroviários.

Ghassan Mustafa Abdul-Aal, o governador de Homs, chamou o ocorrido de ato "terrorista e criminoso" e disse que foi uma "clara mensagem" para todos que dizem que o movimento contrário ao governo é pacífico. No entanto, nenhuma prova de que os opositores estão ligados ao incidente foi apresentada. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.