Baz Ratner/Arquivo/Reuters
Baz Ratner/Arquivo/Reuters

Síria anuncia destruição de veículo israelense em seu território

Segundo Exército sírio, jipe cruzou região das Colinas do Golan; Israel advertiu Assad sobre situação

O Estado de S. Paulo,

21 de maio de 2013 | 13h02

(Atualizada às 16h44) BEIRUTE - O governo da Síria informou que suas tropas destruíram um veículo israelense, na terça-feira, que entrou em seu território através das Colinas de Golan, ocupadas por Israel, e fez um alerta contra qualquer tentativa de violar a soberania síria, que receberia "firme e imediata retaliação".

Em comunicado divulgado pela tevê estatal, a liderança militar síria afirmou que suas forças destruíram o veículo israelense que atravessou a linha de cessar-fogo e rumava para o vilarejo sírio de Bir al-Ajam. Israel afirmou que o jipe foi atingido por disparos no seu lado da área das Colinas de Golan. Segundo o Exército israelense, nenhum soldado de Israel foi ferido.

As tropas israelenses e sírias trocaram disparos na região, o que fez o governo israelense declarar que o líder sírio vai "arcar com as consequências" da intensificação da violência e elevou os temores de que a guerra civil na Síria pode se transformar num conflito regional.

O incidente marcou a primeira vez que o Exército sírio reconheceu ter disparado intencionalmente contra tropas israelenses desde que a guerra civil no país teve início, mais de dois anos atrás. O regime do presidente Bashar Assad parece querer mostrar obstinação em resposta a três ataques aéreos israelenses perto de Damasco realizados nos últimos meses.

Israel acredita que, na maioria das vezes, os disparos da guerra civil ocorrem em seu território acidentalmente, mas em outras, dentre elas o episódio desta terça-feira, os ataques foram intencionais. O chefe do Exército israelense, brigadeiro general Benny Gantz, acusou o líder sírio de encorajar e direcionar operações contra Israel.

Em seu discurso, ele fez claras alusões à possibilidade de que hostilidades possam surgir entre Israel e Síria, países que travaram várias guerras nos últimos anos e são inimigos. / REUTERS

 

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaIsraelColinas do Golan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.