Síria: Assad diz que lamenta derrubada de avião turco

O presidente da Síria, Bashar Assad, lamentou que as forças de defesa de seu país tenham derrubado um avião de caça turco em 22 de junho, em entrevista publicada hoje no jornal turco Cumhuriyet.

Agência Estado

03 de julho de 2012 | 04h35

"O avião estava voando em um corredor aéreo usado três vezes no passado pela força aérea israelense", justificou o dirigente sírio, ao destacar que lamentava "100 por cento" o incidente, que alimentou ainda mais as tensões entre os dois antigos aliados.

Assad lamentou ainda as acusações da Turquia de que a defesa antiaérea síria derrubou deliberadamente o F-4 turco em missão de treinamento sobre o Mar Mediterrâneo. "Um país em guerra sempre atua dessa forma, o avião voava a uma altitude muito baixa e foi derrubado pela defesa antiaérea, que o tomou por um avião israelense, como um daqueles que atacaram a Turquia en 2007", afirmou Assad, ao apresentar as condolências aos familiares dos dois pilotos do avião, que seguem desaparecidos.

Logo após o incidente, o vice-primeiro-ministro da Turquia, Bulent Arinc, afirmara que a Síria "intencionalmente" derrubou o avião militar turco e abriu fogo contra um segundo avião que procurava pelos destroços do primeiro. Arinc disse que derrubar o jato foi um "ato hostil da mais alta ordem". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaTurquiaAssadaviãoderrubada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.