Síria condena assassinato de ministro cristão libanês

A Síria condenou o assassinato de Pierre Gemayel, proeminente político libanês anti-Síria, nesta terça-feira, classificando como um "crime desprezível". Gemayel, ministro da Indústria do Líbano, foi morto a tiros por um homem em um subúrbio de Beirute. Ele é o quinto libanês anti-Síria assassinado nos últimos dois anos. Muitos libaneses tem acusado Damasco de estar por trás dos crimes, alegação que a Síria nega. A agência estatal síria SANA denunciou o assassinato, citando um membro do governo sírio, como ela normalmente faz a relatar uma reação governamental. "Esse crime desprezível visa a destruir a estabilidade e a paz no Líbano", de acordo com a declaração citando o membro do governo, e afirmando o interesse da Síria na estabilidade, segurança e unidade libanesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.