Síria: confrontos entre grupos rebeldes matam 51 pessoas

Confrontos entre grupos rebeldes islâmicos rivais no leste da Síria mataram mais de 50 pessoas nesta quinta-feira. A disputa ocorreu em torno da cidade de Bukamal, na província rica em petróleo de Deir el-Zour, perto da fronteira com o Iraque, entre rebeldes do grupo separatista Al-Qaeda conhecidos como Estado Islâmico do Iraque e Levante e combatentes da Al-Qaeda ligados ao Fronte Nusra e a outros grupos islâmicos. Os dois lados lutam entre si por território que haviam capturaram juntos das forças do presidente Bashar Assad. Segundo o grupo de oposição Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com sede em Londres, 51 pessoas morreram nos embates de hoje.

AE, Agência Estado

10 de abril de 2014 | 17h42

Ativistas relataram ainda que quatro adolescentes foram mortos na cidade de Rastan, controlada pelos rebeldes. Grupos de oposição, incluindo os Comitês de Coordenação Local e o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, disseram que uma avalanche de projéteis de artilharia matou os adolescentes. Em Damasco, a agência de notícias estatal Sana relatou que tiros de morteiros disparados por rebeldes mataram dois civis e feriram sete na periferia da cidade. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaconfrontosrebeldesrivais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.