Síria critica Egito por cortar relações diplomáticas

O governo sírio condenou neste domingo, 16, a decisão do Egito de cortar relações diplomáticas com Damasco e chamou o movimento de "irresponsável". "A República Árabe da Síria condena essa posição irresponsável", disse um oficial sírio à agência estatal Sana, acusando o presidente do Egito, Mohamed Morsi, de envolvimento em uma conspiração contra a Síria.

Agência Estado

16 Junho 2013 | 12h04

Morsi disse neste sábado, 15, que cortou relações com a Síria e ordenou o fechamento da embaixada de Damasco situada no Cairo. Morsi afirmou a milhares de apoiadores em um comício no sábado que o governo dele também está retirando o charge d''affaires (oficial colocado no comando dos negócios diplomáticos durante a ausência temporária do embaixador ou ministro) de Damasco. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
SíriaEgitodiplomacia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.