Síria critica novo governo de Israel

O novo governo do primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, vai continuar com a política de matar palestinos e encorajar Washington a lançar uma guerra contra o Iraque, afirmou a rádio estatal da Síria. O novo governo belicista de Israel foi empossado na manhã de hoje com o primeiro-ministro Ariel Sharon apresentando duras condições para abrir negociações com os palestinos, num aparente desafio às posições dos EUA para uma paz no Oriente Médio.No primeiro comentário oficial sírio sobre o novo governo israelense, a Rádio de Damasco afirmou: "Os membros do novo governo de Sharon assumiram a tarefa de continuar com a política de destruição e assassinato (de palestinos) na Cisjordânia e Faixa de Gaza e de encorajar a administração americana a lançar uma guerra contra o Iraque".A rádio comentou que Sharon irá usar uma possível guerra dos EUA no Iraque como pretexto para expandir assentamentos judaicos nos territórios palestinos e expulsar milhares de palestinos da Cisjordânia e Gaza. Ela advertiu que Israel também pode participar de alguma forma da guerra dos EUA no Iraque."Ninguém pode acreditar que esse governo racista, extremista (de Israel) vai estender sua mão para a paz", acrescentou a rádio, que reflete a opinião do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.