Síria detém diplomatas que levavam dinheiro falso e droga

Grupo é detido ao tentar atravessar de carro a fronteira com o Líbano; nacionalidades não foram divulgadas

Efe,

19 de novembro de 2007 | 01h06

Vários diplomatas pertencentes a uma embaixada estrangeira foram detidos na Síria depois que agentes da alfândega encontraram dinheiro falsificado e droga em seu carro, informou nesta segunda-feira, 19, a televisão síria. A fonte, que não esclareceu o número nem a nacionalidade dos diplomatas envolvidos, explicou que o veículo tentava atravessar a fronteira com o Líbano. O diretor-geral de Alfândegas, Nabil al-Sayuri, informou que um Mercedes tinha sido confiscado e revistado na presença do conselheiro da embaixada envolvida e de um representante do Ministério de Exteriores sírio. Foram apreendidos ainda oito pacotes com notas de libras sírias no valor de US$ 290 mil, uma quantidade não especificada de haxixe e dinheiro falso. A fonte acrescentou que os diplomatas foram detidos sob um procedimento especial por ter imunidade diplomática.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriadiplomatas presos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.