Síria diz que reagirá se for atacada por Israel

A Síria tem direito a se defender se Israel continuar violando seu território, disse neste sábado a nova porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Síria. Bushra Kanafani afirmou que as relações entre Síria e Estados Unidos se deterioraram devido ao apoio dos EUA a Israel e sua declaração de que Israel estava se defendendo quando atacou, no domingo passado, uma área próxima a Damasco, capital síria. "Os EUA dizem que Israel se defende ao atacar um alvo civil abandonado sob suspeitas e pretextos falsos, e ameaça usar o poder de veto no Conselho de Segurança da ONU contra as a condenação do ataque... isto terá resultados negativos nas relações (entre os países)", disse Kanafani. Uso da força - A Rússia soltou neste sábado um documento criticando a decisão de Israel de ampliar os assentamentos judáicos nos territórios palestinos. Israel anunciou que contruirá 565 novas casas na Cisjordânia, violando o Mapa da Paz, acordo firmado entre Israel e a Palestina patrocinado pelos EUA, Rússia, União Européia e a ONU. "O uso desproporcional da força, o uso de armas pesadas e aviação levará apenas a mais vítimas entre a população civil", disse o governo russo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.