Síria diz que visita de Rice ao Líbano é "intromissão"

Mohsen Bilal disse, nesta quinta-feira, que a visita da secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, ao Líbano constitui uma intromissão nos assuntos internos desse país.Bilal, que fez a declaração em entrevista coletiva, afirmou também que a Síria rejeita esse tipo de visita, que, segundo ele, é uma intromissão em assuntos internos do Líbano e dos países da região. Para o ministro, a prposta americana de "exportar" democracia para o mundo árabe deve ser rejeitada. "Nós vemos essa democracia (dos EUA) em Abu Ghraib", ressaltou o titular da Informação sírio em alusão à prisão iraquiana de Abu Ghraib, conhecida pelos maus-tratos e as torturas perpetradas pelas tropas americanas contra presos iraquianos.Bilal também se referiu à vitória do movimento Hamas no pleito legislativo realizado mês passado nos territórios palestinos. "Eles (potências estrangeiras) querem que a região do Oriente Médio caminhe de acordo com seus próprios interesses, e rejeitam e lutam contra qualquer um que não siga a cartilha", assinalou, em alusão à rejeição suscitada nos EUA e na Europa à vitória do Hamas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.