Síria evita negar posse de armas de destruição em massa

O presidente da Síria, Bashar Assad, não desmentiu categoricamente a posse de armas de destruição em massa, em uma entrevista publicada pelo diário britânico Daily Telegraph. Ele deu a entender que o país possui esse tipo de armamento. "Para nós é algo lógico buscar meios para nossa defesa. Não é difícil obter essas armas, em todas as partes do mundo e a qualquer momento", disse Assad. Diante da pergunta sobre se a Síria está disposta a seguir o exemplo da Líbia em matéria de desarmamento, Assad respondeu: "Enquanto todos os países não fizerem isso, é uma perda de tempo", afirmou. "Somos um país ocupado e de tempos em tempos enfrentamos agressões israelenses."Com essa declaração, ele se referia a Israel, país que ocupa as colinas sírias do Golan desde 1967 e com o qual a Síria continua oficialmente em guerra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.