Síria faz 1ª visita de alto escalão ao Iraque em décadas

O primeiro-ministro da Síria viajou para o Iraque nesta terça-feira, na primeira visita de alto escalão em quase três décadas, com intuito de amenizar as tensões entre as duas nações vizinhas.

AE-AP, Agencia Estado

21 de abril de 2009 | 09h21

A Síria tem sido acusada de permitir que insurgentes sunitas, que costumam ter forças iraquianas e dos EUA como alvo, usem seu território para entrar e sair do Iraque e usar a Síria como local de proteção - acusações que Damasco nega.

As relações recentemente melhoraram entre os dois países, como parte dos esforços do governo pós-Saddam Hussein no Iraque de se aproximar de outras nações árabes. A Síria e o Iraque restabeleceram relações diplomáticas em novembro de 2006, encerrando uma ruptura de 24 anos iniciada quando Damasco acusou o Iraque de incitar motins na Síria, em 1982.

Na época do rompimento de relações, os dois países eram governados por facções rivais do partido Baath. A Síria também ficou do lado do Irã durante a guerra de 1980-88 com o Iraque, agravando ainda mais as relações.

De acordo com o porta-voz do governo iraquiano, o primeiro-ministro da Síria, Naji al-Otari, foi recebido no aeroporto de Bagdá pelo premiê iraquiano, Nouri al-Maliki. O porta-voz, Ali al-Dabbagh, disse que uma delegação de alto escalão da Síria acompanha o primeiro-ministro. Não há detalhes sobre o que será discutido na viagem.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.