Síria impede Cruz Vermelha de entrar em bairro de Homs

Autoridades sírias impediram que trabalhadores humanitários da Cruz Vermelha entrassem no bairro de Baba Amr, na cidade de Homs, onde civis acompanharam vários dias de intensos confrontos, informou nesta sexta-feira o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

AE, Agência Estado

02 de março de 2012 | 15h43

O grupo humanitário disse que recebeu permissão do governo na quinta-feira para entrar em Baba Amr, e um comboio de sete caminhões estava prestes a se encaminhar para o local nesta sexta-feira.

"É inaceitável que as pessoas que pessoas que precisam de assistência emergencial há semanas ainda não tenham recebido ajuda", disse o presidente do CICV, Jakob Kellenberger. "Nós ficamos em Homs esta noite na expectativa de entrar em Baba Amr em breve", disse ele em comunicado.

Enquanto isso, o grupo e uma organização síria vão ajudar as famílias que fugiram de Baba Amr, disse Kellenberger.

A Cruz Vermelha ainda está esperando que o governo sírio concorde com seu pedido para um cessar-fogo de duas horas na região para levar ajuda humanitária para regiões onde há confrontos e retirar os feridos. O grupo fez o pedido de cessar-fogo há mais de duas semanas. "A situação humanitária estava séria antes e está pior agora", declarou Kellenberger.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.