Síria liberta dois jornalistas da Turquia

Dois jornalistas turcos foram libertados depois de dois meses de cativeiro na Síria. Eles chegaram ontem ao Irã, país que mediou a libertação. Em Teerã, eles se reuniram com familiares antes de voltarem para a Turquia. Ambos disseram estar em boas condições de saúde.

ANCARA, O Estado de S.Paulo

13 Maio 2012 | 03h05

O cinegrafista Hamit Coskun e o jornalista Adem Ozkose, do jornal de islêmico Milat, entraram na Síria para realizar um documentário sobre a crise política no país. Foram vistos pela última vez no dia 9 de março perto do reduto rebelde de Idleb, próximo à fronteira turca.

Ancara acusou Damasco de mantê-los prisioneiros. A esperança de vê-los livres aumentou na quinta-feira, quando o governo turco confirmou a mediação iraniana. O sucesso da ação mostra a influência de Teerã sobre a Síria, que perdeu a Turquia como aliada desde que começou a reprimir os protestos pró-democracia, no ano passado. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.