Síria: Mais de 2 mil famílias fogem para o Líbano

A agência das Nações Unidas para refugiados (UNHCR) informou que 2,2 mil famílias sírias fugiram dos últimos confrontos em seu país e rumaram para o Líbano nos últimos cinco dias. De acordo com a oficial do órgão da ONU, Lisa Abou Khaled, as famílias chegaram à cidade libanesa de Arsal, próxima da fronteira com a Síria.

Agência Estado

20 de novembro de 2013 | 14h20

Abou Khaled informou que os sírios começaram a chegar na cidade libanesa na última sexta-feira em meio a conflitos entre as forças de segurança da Síria e rebeldes pela cidade estratégica de Qara, que é parte da linha de alimentação para as áreas dominadas pela oposição próximo a Damasco. Cerca de 1,4 milhões de sírios, incluindo 800 mil refugiados registrados, já fugiram para o Líbano desde março de 2011.

Nesta quarta-feira, homens-bomba atacaram tropas sírias e um hospital nas montanhas de Qalamoun ao norte de Damasco. Na região, rebeldes lutam para reverter os avanços das forças do governo. Enquanto isso, em Damasco, forças oficiais prenderam um líder da oposição conhecido por ser crítico do governo de Bashar Assad.

Além disso, a explosão de um carro-bomba atingiu um ponto de inspeção gerido por soldados sírios enquanto outro explodiu perto de um quartel. Ambas as ocorrências foram no subúrbio de Nabak e, segundo ativistas, cerca de duas dúzias de soldados foram mortos ou feridos. Em Deir Attiyeh, dois carros-bomba explodiram do lado de fora de um hospital, matando vigias, segundo informou a TV estatal da Síria. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Síriarefugiados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.