Síria manda fechar escola e centro cultural americanos

Ação é resposta a ataque atribuído por Damasco aos EUA, que teria deixado oito mortos no domingo

Redação com agências internacionais

28 de outubro de 2008 | 14h13

O governo da Síria ordenou nesta terça-feira, 28, o fechamento de uma escola e de um centro cultural americanos em Damasco em resposta ao bombardeio atribuído por Damasco aos Estados Unidos contra um povoado sírio próximo da fronteira com o Iraque, informou a agência de notícias do governo sírio. A decisão foi tomada durante reunião de gabinete presidida pelo primeiro-ministro da Síria, Naji Otari. O ministros da Educação e da Cultura foram orientados a implementar as medidas, informou a mídia estatal. Veja também:  Bagdá condena ataque atribuído aos EUA na Síria Iraque condena radical à forca por morte de soldados dos EUAO anúncio vem à tona apenas dois dias depois de a Síria ter denunciado que militares americanos a bordo de quatro helicópteros bombardearam um imóvel num povoado próximo da fronteira com o Iraque, provocando a morte de oito civis desarmados.A Casa Branca até agora não confirmou nem desmentiu oficialmente o ataque que matou oito pessoas na região do vilarejo de Abu Kamal, na fronteira síria com o Iraque. Entretanto, fontes militares americanas disseram nesta terça-feira que o ataque matou um homem que traficava armas para o Iraque.  Se confirmado, o ataque pode ser o primeiro realizado pelos Estados Unidos dentro do território da Síria. Segundo o correspondente da BBC em Bagdá Jim Muir, a operação na Síria dificilmente poderia ter ocorrido num momento mais delicado, já que o governo iraquiano estava discutindo emendas a um novo pacto de segurança com os Estados Unidos.  O pacto deve definir a situação das tropas americanas no país depois que expirar o mandato das Nações Unidas para a permanência dos soldados, no final deste ano. Em Washington, um porta-voz do Departamento de Estado dos EUA disse ter ouvido falar do fechamento da escola e do centro cultural em Damasco, mas não comentaria o assunto porque ainda não houve notificação oficial.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaEUAataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.