Síria nega acusações dos Estados Unidos

A Síria negou as acusações dos Estados Unidos de que estaria enviando equipamentos militares a Bagdá e atribuiu as acusações a uma tentativa norte-americana de encobrir os crimes contra civis que seu Exército vem cometendo no Iraque.Um funcionário do Ministério das Relações Exteriores da Síria disse em Damasco que as declarações do secretário de Defesa dos EUA, Donald H. Rumsfeld, são também uma tentativa de "justificar os erros de seus soldados" no Iraque."As declarações de Donald Rumsfeld referentes à transferência de equipamentos militares da Síria para o Iraque são uma tentativa de encobrir os crimes cometidos por seus soldados contra os civis no Iraque, que constituem uma violação do direito internacional", disse o diplomata, citado pela Agência de Notícias Árabe Síria."Depois da idéia de uma vitória norte-americana rápida e limpa, Rumsfeld tenta agora justificar o fracasso de seus soldados acusando outras partes de traficarem equipamentos para o Iraque", disse o funcionário.A acusação de Rumsfeld, acrescentou, ocorrem no momento em que "suas tropas estão cometendo terríveis crimes contra civis inocentes no Iraque, matando centenas de crianças e mulheres".Uma porta-voz da chancelaria síria também rejeitou as declarações de Rumsfeld como "infundadas e irresponsáveis".Em entrevista telefônica ao Canal 4 da TV britânica, Bouthayna Shaban, a porta-voz, declarou: "Ele só traz problemas para seu país e para a humanidade como um todo. Esta declaração é absolutamente infundada e irresponsável, assim como suas declarações que levaram seu país e os aliados a uma guerra terrível e desnecessária contra o Iraque."O presidente da Síria, Bashar Assad, qualificou a ação liderada pelos Estados Unidos como uma "ocupação evidente e uma agressão flagrante contra um Estado-membro da Organização das Nações Unidas (ONU)".A Síria é o único país árabe a ocupar atualmente vaga no Conselho de Segurança da ONU.O ministro da Informação do Iraque, Mohammed Saeed al-Sahhaf, qualificou a acusação de Rumsfeld como "ridícula e infundada". Rumsfeld "conta mentiras diariamente", afirmou."Este homem é a criatura mais desprezível. Rumsfeld é ridículo. Peço desculpas por esse palavreado. Mas, com criminosos de guerra que matam nossos filhos com bombas, insultos não são o bastante", declarou Al-Sahhaf. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.