Síria: ONU condena violações aos direitos humanos

A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) condenou nesta segunda-feira as violações aos direitos humanos pelo governo da Síria e pediu um fim imediato à violência. O painel de 193 países membros votou e aprovou a resolução, não obrigatória, com 133 votos a favor, 11 contrários e 43 abstenções.

AE, Agência Estado

19 de dezembro de 2011 | 16h48

A resolução, apresentada por França, Grã-Bretanha e Alemanha, pede às autoridades sírias que implementem o plano de paz mediado pela Liga Árabe, acertado no mês passado, "sem mais nenhum atraso".

A resolução pede a retirada dos tanques de guerra das ruas, a libertação dos presos políticos e a admissão dos observadores de outros países árabes na Síria.

O embaixador da Síria na ONU, Bashar Jafari, acusou alguns dos patrocinadores da resolução de fomentarem uma "guerra diplomática, midiática e política" com a meta de desintegrar a Síria.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.