Síria pede reunião de emergência da Liga Árabe

O governo sírio pediu uma reunião urgente da Liga Árabe para discutir o aprofundamento dos distúrbios políticos no país. Ontem, a organização decidiu suspender a Síria devido as suas ações contra o levante de oito meses na região.

AE-AP, Agência Estado

13 de novembro de 2011 | 12h21

Um comunicado oficial divulgado pela televisão estatal hoje afirmou que a Síria gostaria de receber uma visita de autoridades da Liga Árabe antes de quarta-feira (dia 16), quando a suspensão entrará em vigor.

A decisão da liga foi uma forte censura a um regime que se orgulha de ser um bastião do nacionalismo árabe, mas não deve acabar imediatamente com uma onda de violência que segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) já matou mais de 3.500 pessoas desde meados de março.

Neste domingo, o Iraque afirmou que a suspensão é inaceitável, mas ao mesmo tempo pediu que a Síria mantenha um diálogo com a oposição. "A suspensão da Síria da Liga Árabe foi feita de uma maneira inaceitável", disse o porta-voz do governo iraquiano, Ali al-Dabbagh, à televisão Iraqiya.

O Iraque foi o único país a se abster na votação de sábado para suspender a Síria da Liga Árabe. Dezoito países votaram a favor, enquanto Iêmen, Líbano e Síria votaram contra. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaLiga Árabe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.