Síria promete vacinar todas as crianças contra a pólio

O governo da Síria anunciou nesta segunda-feira que trabalhará em conjunto com organizações internacionais para assegurar que todas as crianças do país sejam vacinadas contra a poliomielite, inclusive aquelas que se encontram atualmente em áreas controladas por rebeldes que tentam depor o presidente Bashar Assad.

AE, Agência Estado

04 de novembro de 2013 | 16h48

O anúncio do governo sírio vem à tona apenas alguns dias depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter confirmado um surto da doença no nordeste do país. Segundo a entidade, pelo menos dez casos já foram diagnosticados entre bebês e crianças pequenas. É a primeira vez em 14 anos que a Síria registra casos de poliomielite.

A OMS advertiu para o risco de o surto espalhar-se e calculou em meio milhão o número de crianças que não puderam ser imunizadas por causa da guerra civil no país, em andamento há mais de dois anos e meio.

"Nós pretendemos vacinar cada criança síria, independentemente da região onde ela estiver, seja um lugar em conflito ou uma região onde o Exército Árabe Sírio esteja presente", declarou o vice-chanceler Faisal Mekdad. "Nós prometemos dar às organizações humanitárias a oportunidade de chegar a todas as crianças sírias."

O vice-chanceler não detalhou quando começaria a campanha de imunização nem como a vacinação seria executada nas áreas controladas pelos rebeldes. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.