Ivan Sekretarev / AP
Ivan Sekretarev / AP

Síria propõe cessar-fogo em Alepo e troca de prisioneiros com rebeldes

Proposta foi feita ao governo russo, principal aliado do regime Assad, antes de conferência de paz

O Estado de S. Paulo,

17 de janeiro de 2014 | 09h09

O chanceler sírio, Walid al-Moualem, entregou nesta sexta-feira, 17, à Rússia um plano para um cessar-fogo em Alepo, palco de intensos combates entre o regime de Bashar Assad e tropas rebeldes. Segundo o diplomata, o governo está disposto a uma possível troca de prisioneiros com as forças rebeldes.

"Hoje entreguei ao ministro Sergei Lavrov um plano de medidas de segurança para a região de Aleppo", disse Moualem uma entrevista coletiva conjunta com o chanceler russo."É preciso realizar os contatos necessários para garantir o cumprimento do plano e estabelecer a data exata da cessação de todas as ações militares.

Ainda de acordo com o chanceler sírio, o regime está aberto à troca dos detentos que se encontram nas prisões sírias por prisioneiros capturados pela outra parte. Para isso, acrescentou, as autoridades sírias estão dispostas a intercambiar listas e elaborar um mecanismo para efetuar a troca.

Moualem reiterou que a Síria participará de Genebra 2, a conferência de paz convocadas para a próxima quarta-feira na Suíça. O chanceler acrescentou que as autoridades sírias participação do encontro "apesar das tentativas de alguns Estados de boicotar Genebra 2 e da situação em torno da participação ou não da Coalizão Nacional", a principal organização opositora síria. / REUTERS e EFE

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.