Tolga Bozoglu/Efe
Tolga Bozoglu/Efe

Síria tem dia de confrontos e eleição municipal

Testemunhas disseram que o comparecimento na votação era baixo

AE, Agência Estado

12 de dezembro de 2011 | 08h49

BEIRUTE, LÍBANO - Ativistas da Síria afirmaram que a violência entre tropas do governo e desertores do Exército se dissemina, após um dia de duros confrontos no sul do país. O levante de nove meses contra o presidente Bashar al-Assad torna-se cada vez mais violento, nos últimos meses, enquanto desertores enfrentam os soldados ainda fiéis a Assad. Ao mesmo tempo, o governo realiza eleições municipais.

 

Veja também:

linkOleoduto é alvo de sabotagem na Síria

video VÍDEO: Assad nega ter ordenado repressão

especialMAPA: A revolta que abalou o Oriente Médio

tabela HOTSITE: Repressão e violência na Síria

O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, sediado na Grã-Bretanha, afirmou que novos confrontos foram registrados nesta segunda-feira na região de Idlib, noroeste do país. Segundo o grupo, também ocorreram confrontos pelo segundo dia seguido na província de Deraa, no sul sírio.

Enquanto isso, a imprensa estatal informou que começou a votação em eleições municipais no país, mas testemunhas disseram que o comparecimento era baixo. A oposição não considera a votação uma concessão legítima do regime, pois ela ocorre em meio a uma violenta repressão oficial.

 

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriapolíticaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.