Síria toma último domínio de rebeldes na fronteira

O exército do presidente da Síria, Bashar al-Assad, e seu aliado libanês, o Hezbollah, assumiram o controle da maior parte da cidade de Yabroud, o maior e último domínio dos rebeldes na fronteira com o Líbano.

Agência Estado

16 de março de 2014 | 20h53

A cidade era utilizada pelos contrários ao regime sírio para bombardear o Líbano e para garantir a entrada de armas. A batalha trouxe centenas de rebeldes para a fronteira na região líbia de Arsal, onde aviões sírios bombardearam militantes, deixando pelo menos 12 mortos e ferindo outros 100, informou a agência de notícias estatal do Líbano.

O exército libanês fez um cordão em volta dos rebeldes para evitar que se espalhassem nos campos de Arsal e se misturassem com a população das cidades na região, onde estão milhares de refugiados sírios.

O exército libanês vinha tentando manter neutralidade no conflito sírio, mas está preocupado com a perspectiva de extremistas rebeldes buscarem refúgio no país. Os confrontos continuavam em áreas ao sul de Yabroud, de acordo com o Observatório de Direitos Humanos da Síria, que se baseia em informações dos ativistas da Síria. Eles dizem que cinco homens do Hezbollah foram mortos na ação de hoje. Um número estimado em 5 mil soldados do Hezbollah, grupo xiita do Líbano, estão ativos na Síria. Fonte: Dow Jones Newswire.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaconflitohezbollah

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.