Síria:Putin e Merkel concordam sobre estudo de relatório

O presidente russo, Vladimir Putin, e a chanceler alemã, Angela Merkel, concordaram nesta quinta-feira sobre a necessidade do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas estudarem o relatório de investigadores da ONU sobre o suposto uso de armas químicas nos arredores de Damasco, disse o Kremlin em um comunicado.

AE, Agência Estado

29 de agosto de 2013 | 10h40

De acordo com o governo russo, ambos os lados devem continuar agindo de acordo com a estrutura da ONU. "Em particular, é importante que o Conselho de Segurança examine um relatório dos inspetores da ONU sobre possíveis fatos no uso de armas químicas na Síria."

Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
SÍRIARÚSSIAALEMANHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.