Sismo de 3,9 graus sacode o centro andino de Equador

Tremor foi sentido em várias cidades equatorianas; instituto não relaciona movimento terrestre com vulcão

Efe,

24 de junho de 2010 | 04h41

QUITO - Um tremor de 3,9 graus na escala Richter foi registrado nesta quinta-feira, 24, no centro andino de Equador. Não há informações de vitimas ou danos materiais.

O sismo aconteceu às 18h09 hora local (20h, horário de Brasília), a 114 quilômetros ao sul de Quito, perto da região de Patate, na provícia de Tungurahua, indica o Instituo Geofísico (IG), da Escola Politécnica Nacional.

O epicentro do tremor se localiza a 1,22 graus de latitude sul e 78,40 de longitude oeste, a 13 km de profundidade.

O sismo foi sentido na cidade de Ambato, na localidade de Pillaro, assim como no Observatório Guardalupe, um centro de vigilância em que o IG observa o vulcão ativo Tungurahua.

Uma fonte do IG diz que o tremor é de caráter tectónico e que não há relação com a atividade vulcânica, que é vigiado permanentemente pelo instituto.

O estado do vulcão é atualmente de atenção, devido a redução de sua atividade sísmica e explisva desde que apresentou alta atividade há um mês.

O Tungurahua, que está a 5.016 metros sobre o nível do mar, começou o atual processo de erupção em 1999, desde então houveram períodos de alta atividade e lapsos de relativa calma.

Tudo o que sabemos sobre:
tremor, sismo, Equador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.