Sissi e líder de esquerda serão os candidatos à presidência no Egito

Ex-general que liderou golpe contra Morsi é considerado o possível vencedor

O Estado de S. Paulo,

20 de abril de 2014 | 17h44

CAIRO - O ex-general do Exército Abdel Fatah al-Sissi, que liderou o golpe que derrubou Mohamed Morsi, primeiro presidente eleito livremente no Egito, enfrentará o político de esquerda Hamdeen Sabahi, ex-candidato presidencial e parlamentar, na eleição presidencial de maio.

Segundo o comitê organizador, esses serão os únicos candidatos. O comitê recebeu a inscrição dos dois horas após o fim do prazo e irá anunciar a lista oficial dos candidatos no dia 2 de maio. As eleições ocorrem nos dias 26 e 27.

Tarek Shebl, integrante do comitê, disse que se o candidato vencedor não tiver 50% mais um do total de votos, haverá segundo turno.

Sissi e Sabahi não informaram suas ideias para combater a pobreza, a escassez de energia e alta taxa de desemprego que afligem muitas das 85 milhões de pessoas do Egito.

O ex-general é considerado o possível vencedor porque ganhou aprovação de apoiadores que o veem como um salvador que pode acabar com o tumulto político do país, acentuado desde o levante popular de 2011 que derrubou o ex-ditador Hosni Mubarak./ REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.