Sistema de alerta de tsunamis da Indonésia não funcionou, diz jornal

Dispositivos implantados depois da tragédia de 2004 estavam sem manutenção há dois meses

estadão.com.br

28 de outubro de 2010 | 10h43

MADRI - As autoridades da Indonésia reconheceram nesta quinta-feira, 28, que os sistemas de alerta contra tsunamis inaugurado há dois anos, providos de boias de detecção, falharam ao avisar sobre a onda gigante que devastou boa parte das ilhas Mentawai e deixou mais de 300 mortos na segunda-feira. As informações são do jornal espanhol El País.

 

Veja também:

linkNúmero de mortos por tsunami e vulcão chega a 376

mais imagens Galeria de fotos: A fúria do Merapi

mais imagens Terremoto e tsunami na Indonésia

 

"Não temos pessoal qualificado suficiente para supervisionar o equipamento das boias", disse Fauzi, diretor da Agência de Meteorologia e Geofísica da Indonésia. De acordo com o periódico, o sistema estava sem manutenção há dois meses.

 

As autoridades indonésias minimizaram a falha do sistema, implantado após o tsunami devastador de 2004, e afirmaram que a emissão de um alerta teria sido inútil e que isso não evitaria a destruição causada pela onda gigante, que invadiu a terra em cerca de 600 metros.

 

O número de mortos causados pelo tsunami, ocorrido depois de um terremoto de magnitude 7.7, cujo epicentro foi bem próximo da costa das ilhas Mentawai, já passou de 300. As autoridades, porém, acreditam que a quantidade de vítimas pode ser muito maior, já que vários corpos podem ter sido arrastados para o oceano.

Tudo o que sabemos sobre:
IndonésiatsunamiterremotoÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.