Sistema de refrigeração do reator 5 de Fukushima para

Engenheiros trabalham para retomar as funções da unidade e não acreditam em aumento rápido da temperatura

Efe,

29 de maio de 2011 | 02h46

TÓQUIO - A Tokyo Electric Power (Tepco), operadora da usina nuclear de Fukushima, disse neste domingo, 29, que o sistema de refrigeração do reator 5 parou e os trabalhos para colocá-lo de novo em funcionamento estão em andamento.

 

Segundo a agência local "Kyodo", as bombas que injetam água no reator e nas piscinas de combustível da unidade 5 pararam no sábado, e há um trabalho para iniciar os sistemas auxiliares.

 

A temperatura aumentou pela manhã de 68 graus no reator e 41 graus na piscina de combustível para 87 e 44 graus centígrados, respectivamente.

 

Os reatores 5 e 6 são os únicos que não sofreram problemas graves após o terremoto e tsunami do dia 11 de março e se mantinham em "parada fria", o que indica que estão estabilizados e refrigerados por uma corrente interna de água.

 

O reator 5 estava conectado à rede elétrica externa e não sofreu explosões ou incêndios, como no caso das unidades 1, 2, 3 e 4. Também não houve danos no prédio do reator que recobre a contenção primária e as piscinas de combustível usado.

 

Os engenheiros da Tepco esperam retomar as funções de refrigeração da unidade 5 em algumas horas e não acreditam que vá acontecer um aumento muito rápido da temperatura do núcleo do reator ou das piscinas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.