Site chinês acusa Dalai Lama de políticas nazistas

Pequim, 24 - Um site estatal chinês lançou um ataque duro ao Dalai Lama, acusando o líder budista exilado de defender políticas raciais ao "estilo nazista" e de incitar os tibetanos a atearem fogo ao próprio corpo. Os comentários o China Tibet Online, também publicado pela agência de notícias estatal Xinhua, é uma das mais fortes reações de Pequim à série de protestos em áreas étnicas povoadas por tibetanos na China.

Agência Estado

24 de março de 2012 | 14h03

Cerca de 30 monges, freiras e cidadãos tibetanos comuns atearam fogo a si próprios no último ano como protesto contra o que dizem ser políticas de governo repressivas contrárias a sua religião e cultura. Muitos pedem a volta do Dalai Lama para a China. As informações são da Associated Press. (Equipe AE)

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaDalai Lama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.