Site de Yoani Sánchez é hackeado em dia de estreia

O site que a blogueira dissidente cubana Yoani Sánchez lançou nesta quarta-feira foi direcionado por desconhecidos a uma página que publica notas contrárias à ela ou denuncia suas atividades.

AE, Agência Estado

21 Maio 2014 | 12h44

Pela manhã, podia-se entrar no 14ymedio, como é chamado o jornal digital de informação geral, porém algumas horas depois em seu lugar se ingressava uma página chamada "Yoanilandia".

"Este é um site de um grupo de pessoas fartas de que Yoani Sánchez se apresente como a Madre Teresa de Calcutá dos dissidentes cubanos e com este ciberfetiche de mudança, enquanto se escondem suas ambições políticas e econômicas", diz o texto do site Yoanilandia.

Aparentemente a intervenção da página ocorre somente em Cuba, pois os repórteres da Associated Press puderam entrar na página no exterior.

No Twitter, Yoani comentou o ocorrido. "Má a estratégia do governo cubano de redirecionar nossa página. Em Cuba, nada é mais atrativo que o proibido", escreveu a blogueira em seu perfil pessoal.

Sánchez lançou o diário digital nesta quarta-feira e disse que tem como objetivo contrastar a informação na ilha, cujos meios de comunicação são majoritariamente governamentais.

Esta não é a primeira publicação na internet de ativistas cubanos que buscam romper com o monopólio do governo ou suas organizações afins, porém provavelmente será a mais notória ao calor do nome de sua diretora, que se converteu em uma renomada blogueira através de sua página Geração Y, que desde 2007 faz forte crítica ao governo dos irmãos Castro. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Cuba Yoani Sánchez internet

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.