Site diz que ex-preso de Guantánamo está na Al-Qaeda

Funcionários dos Estados Unidos acreditam que um detento libertado após seis anos na prisão da Baía de Guantánamo é agora uma importante figura do braço iemenita da Al-Qaeda. Um funcionário de contraterrorismo dos EUA confirmou hoje que Said Ali al-Shihri foi libertado em 2007, após seis anos detido. Em um site usado normalmente por militantes, foi anunciado que al-Shihri é o segundo líder mais importante da rede terrorista no Iêmen. O funcionário dos EUA, falando sob condição de anonimato, disse que al-Shihri é um dos vices da organização conhecida como "Al-Qaeda na Península Árabe". O comunicado da internet disse que o ex-detento voltou para sua casa na Arábia Saudita após ser libertado de Guantánamo, e então seguiu para o Iêmen para ajudar a Al-Qaeda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.