Sites da oposição do Irã convocam ato para domingo

Partidários de Ahmadinejad têm marcha marcada para sexta; país vive dias de tensão

Agência Estado

17 de fevereiro de 2011 | 13h01

TEERÃ - Sites ligados aos grupos oposicionistas iranianos publicaram nesta quinta-feira, 17, convocações de manifestação pelo país para o próximo domingo. A intenção é lamentar a morte de duas pessoas durante os protestos desta semana contra o governo.

 

Veja também:

especial Infográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

mais imagens Galeria de fotos: veja imagens dos protestos

blog Radar Global: Protestos no mundo islâmico

 

"Nós convidamos a nobre nação iraniana a comparecer a manifestações em Teerã e outras cidades no domingo, às 15 horas (horário local) para marcar o sétimo dia do martírio dos queridos" manifestantes mortos na segunda-feira, afirmou o Conselho para a Coordenação do Movimento Esperança Verde, em comunicado divulgado no site Kaleme.com, do líder oposicionista Mir Hossein Mousavi. O mesmo texto foi publicado em outro site da oposição, o Rahesabz.net.

 

O grupo é uma das entidades da oposição que convocaram uma manifestação na segunda-feira passada, em Teerã, em apoio aos levantes árabes. O ato tornou-se um protesto contra o governo e terminou em confrontos com as forças de segurança.

 

Na quarta-feira, simpatizantes do governo e opositores entraram em confronto durante o funeral de um dos jovens mortos na segunda-feira. Depois do conflito, os apoiadores do regime de Mahmoud Ahmadinejad convocaram uma manifestação para a sexta-feira, na qual demonstrarão ‘ódio sobre os dissidentes’.

 

É a primeira vez que a oposição iraniana se organiza para protestar desde o levante de junho de 2009, quando a população foi às ruas para contestar o resultado das eleições presidenciais que apontavam a vitória de Ahmadinejad. Os opositores acusavam fraudes nos resultados. Houve repressão violenta das forças de segurança e a vitória do presidente foi confirmada pelo aiatolá Ali Khamenei. As informações são da Dow Jones.

 

Leia ainda:

linkOposição vai às ruas em 'dia de fúria' na Líbia

linkPolícia mata ao menos três manifestantes no Bahrein

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.