Alex Wong/Getty Images/AFP
Alex Wong/Getty Images/AFP

Sites dos governos de Ohio e Maryland são invadidos com mensagens a favor do EI

Nas páginas aparecia uma mensagem assinada por um grupo chamado ‘Team System DZ’, na qual os extremistas prometiam se vingar de Donald Trump

O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2017 | 14h07

CHICAGO, EUA - Várias páginas na internet dos governos estaduais de Ohio e de Maryland, nos EUA, foram tiradas do ar no domingo 25 depois de serem hackeadas com mensagens a favor do grupo jihadista Estado Islâmico (EI). O site do governador de Ohio, John Kasich, foi um dos afetados.

Nas páginas, aparecia uma mensagem assinada por um grupo chamado "Team System DZ", na qual os extremistas prometiam se vingar do presidente americano, Donald Trump.

"Trump, você e todo seu povo, será responsável por cada gota de sangue derramada nos países muçulmanos", afirma a mensagem, que acrescenta "Amo o Estado Islâmico".

Além dessas frases, escritas em dourado sobre fundo preto, a mensagem incluía a profissão da fé muçulmana em letras brancas em árabe. O aviso postado no site do governador Kasich também tinha um convite à oração.

Um site do condado de Howard, em Maryland, perto de Washington D.C., também foi fechado. Algumas dessas páginas ainda estavam fora do ar nesta manhã, mas a de Kasich já voltou a funcionar. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.