Situação na Colômbia preocupa a ONU

O rompimento do processo de paz na Colômbia preocupa a Organização das Nações Unidas (ONU). "A situação na Colômbia é uma das piores do mundo e poderá se tornar ainda mais grave se os grupos envolvidos no conflito não voltarem a negociar", afirma Kris Janowski, porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Refugiados. No começo da semana, o governo colombiano anunciou que estava rompendo as negociações com as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). A ONU teme que o impacto dessa atitude seja a intensificação da guerra e, portanto, do número de inocentes que serão afetados. Segundo a ONU, cerca de 1,2 milhão de colombianos já não vivem em suas casas, e esse número pode aumentar se o processo de paz não for reativado. Um dos cenários seria o crescimento do número de colombianos tentando fugir para o Panamá e para a Venezuela. Assassinatos A ONU ainda condenou os assassinatos de Petrona Sanchez e de Edwin Ortega, ocorridos no final de dezembro. Os dois eram líderes das "Comunidades de Paz", vilas organizadas em algumas regiões do país onde prevalece a neutralidade da população diante do conflito. "Pedimos que os grupos armados na Colômbia respeitem a vida da população civil", afirma a ONU em um comunicado.

Agencia Estado,

11 Janeiro 2002 | 14h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.