Sne: Israel não pode ser indiferente à situação dos palestinos

Israel "não deve intrometer-se nos assuntos internos dos palestinos, mas não podemos ser indiferentes ao que ocorre lá", afirmou neste domingo o vice-ministro israelense de Defesa, o brigadeiro médico da reserva Efraim Sne.Sne afirmou que o dever de Israel na "esfera internacional agora é pedir a continuidade do boicote contra o Governo do Movimento Islâmico Hamas", a cargo do primeiro-ministro Ismail Haniyeh. Haniyeh, que visita o Irã, afirmou neste fim de semana que o Hamas jamais vai reconhecer Israel. Este reconhecimento a fim de impulsionar o estagnado processo de paz no Oriente Médio é uma das exigências do Quarteto de Madri - Estados Unidos, União Européia (UE), ONU e Rússia - para suspender o boicote econômico ao Governo de Haniyeh.Sne foi entrevistado pela rádio pública por ocasião da crise política na Autoridade Nacional Palestina (ANP), cujo presidente, Mahmoud Abbas, totalmente distanciado de seu primeiro-ministro e de seu movimento islâmico, pode antecipar as eleições presidenciais e legislativas em Gaza, Cisjordânia e Jerusalém Oriental. A antecipação das eleições presidenciais foi recomendada por uma comissão ad hoc designada pelo Comitê Executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), que deve debatê-la amanhã para aconselhar Abbas, também da ANP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.