Snowden convenceu colegas a fornecer senhas, diz agência

Parte do material secreto coletado por Edward Snowden dos arquivos da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) foi acessado com o uso de logins e senhas fornecidos involuntariamente por seus colegas de trabalho, informa o site da agência Reuters. Snowden divulgou detalhes sobre vários programas de vigilância norte-americanos a alguns jornalistas e provocou um dos maiores escândalos de espionagem dos últimos tempos.

PRISCILA ARONE, Agência Estado

08 de novembro de 2013 | 14h14

O ex-analista terceirizado da NSA teria convencido entre 20 e 25 de seus colegas do centro de operações no Havaí a passar as informações dizendo a eles que precisava dos logins e senhas para fazer seu trabalho como administrador do sistema. Dessa forma, ele obteve acesso a informações que, de outra forma, teriam sido inacessíveis a ele, afirmou uma fonte à agência.

A NSA iniciou uma investigação criminal sobre as atividades de Snowden, mas fontes disseram à Reuters que a avaliação das ações do ex-analista é demorada, porque ele conseguiu ofuscar alguns vestígios eletrônicos sobre como acessou os registros da agência. Por esta razão, o governo norte-americano não sabe a quantidade de dados que o ex-analista copiou.

Mais conteúdo sobre:
EUAespionagemSnowden

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.