Reuters
Reuters

Snowden pede asilo político à Rússia, diz funcionário consular russo

Ex-técnico da CIA teria preenchido documento em área de trânsito do aeroporto Sheremetevo, em Moscou

Agência Estado

01 de julho de 2013 | 15h40

MOSCOU - Edward Snowden, ex-técnico da CIA e de uma empresa que presta serviços para o governo americano, preencheu um pedido de asilo político na Rússia, informou um funcionário consular russo nesta segunda-feira, 1.

O pedido foi preenchido no escritório consular localizado no terminal F do aeroporto Sheremetevo, em Moscou, por volta das 22h30 de domingo, por Sarah Harrison, que é ligada ao site WikiLeaks e tem acompanhado Snowden desde que ele saiu de Hong Kong, pouco mais de uma semana atrás, disse a fonte. Segundo ela, o documento foi enviado para o Ministério de Relações Exteriores para ser analisado.

O Ministério, por sua vez, não respondeu ao pedido de informações sobre o caso. Não foi possível entrar em contato nem com Snowden nem com Harrison, embora acredite-se que ambos estejam a zona de trânsito do aeroporto.

O pedido foi feito horas antes de o presidente russo, Vladimir Putin, declarar que a Rússia concederia asilo a Snowden "apenas se ele interromper seu trabalho, que tem como objetivo prejudicar nossos parceiros americanos". Putin disse que parecia improvável que Snowden fizesse isso. / DOW JONES

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaEdward Snowdenasilo político

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.