Efe
Efe

Snowden pede asilo temporário à Rússia, diz advogado

Ex-técnico da CIA espera encontrar refúgio na América Latina; Moscou deve decidir sobre pedido dentro de três meses

O Estado de S. Paulo,

16 de julho de 2013 | 10h57

MOSCOU - O ex-técnico da CIA Edward Snowden, que revelou programas de espionagem do governo dos EUA, pediu asilo temporário à Rússia, disse o advogado russo Anatoly Kucherena à Reuters nesta terça-feira, 16. Moscou deve decidir sobre o pedido dentro de três meses, segundo o chefe do Serviço Federal de Migração do país, Konstantin Romodanovsky, citado pela agência de notícias Interfax.

Snowden espera encontrar refúgio na América Latina, mas não pode viajar para lá desde que desembarcou no aeroporto de Moscou, a partir de Hong Kong, em 23 de junho. "Ele chegou à conclusão de que precisa escrever um pedido de asilo temporário (na Rússia) e o procedimento acaba de ser feito", disse Kucherena, que se reuniu com Snowden na sexta-feira, junto com ativistas de direitos humanos.

O advogado não deixou claro como o americano tinha apresentado o pedido ou se a solicitação já tinha chegado às autoridades russas.

Snowden está vivendo na área de trânsito do aeroporto Sheremetyevo e disse que precisa do asilo temporário russo porque os EUA e seus aliados estavam impedindo-o de chegar à América Latina. O governo americano revogou o passaporte de Snowden e pediu às nações em todo o mundo para não ajudá-lo a alcançar asilo.

Kucherena afirmou esperar uma decisão sobre o pedido de asilo de Snowden "em breve" porque o processo de pedido de asilo temporário é diferente daquele de asilo político, para o qual seria preciso um decreto do presidente Vladimir Putin. No entanto, Romodanovsky afirmou que "a decisão deverá ser tomada dentro de três meses, conforme a lei."/ DOW JONES e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Edward SnowdenRússiaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.