Só em 2003, quase 250 pessoas sumiram na Chechênia

Civis continuam desaparecendo na conturbada república separatista da Chechênia, e as autoridades locais já foram notificadas sobre o desaparecimento de quase 250 pessoas desde janeiro, disse neste domingo um alto funcionário do governo checheno."De acordo com nossas informações, 245 pessoas desapareceram na Chechênia entre janeiro e maio de 2003", disse o vice-primeiro-ministro checheno Mavsur Khamidov, responsável pelas relações com as polícias, em entrevista à agência de notícias Interfax.De acordo com ele, 171 pessoas foram seqüestradas ou desapareceram na Chechênia somente nos três primeiros meses do ano. Outras 62 pessoas desapareceram em abril, enquanto 12 sumiram em maio, disse Khamidov.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.