Sob desconfiança de Kiev, Rússia envia ajuda a leste da Ucrânia

Cruz Vermelha, que coordena a ação, disse no entanto não ter sido informada sobre o que os caminhões levavam nem para onde iam

O Estado de S. Paulo

12 de agosto de 2014 | 04h32

MOSCOU- Um comboio de 280 caminhões com ajuda humanitária deixou a Rússia nesta terça-feira, 12, em direção ao leste Ucrânia após um acordo fechado na segunda-feira. A Cruz Vermelha, que coordena a ação, disse no entanto não ter sido informada sobre o que os caminhões levavam nem para que lugar estavam indo. 

Autoridades ucranianas, europeias e americanas temem que a operação seja usada como pretexto para a entrada de tropas russas no país, que luta há meses contra rebeldes pró-Moscou nas províncias de Donetsk e Luhansk. 

A ajuda humanitária, que será transportada em 280 caminhões, inclui 400 toneladas de cereais, 100 toneladas de açúcar, 62 toneladas de alimentos para crianças, 54 toneladas de remédios, 12.000 sacos de dormir e 69 geradores elétricos.

"Os caminhões levarão aos moradores da Ucrânia oriental mais de 2.000 toneladas de carga humanitária reunida pelos moscovitas e pelos habitantes da região de Moscou", disse um porta-voz do Kremlin citado pela agência russa RIA Novosti.

Segundo o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, toda missão humanitária internacional deve excluir qualquer tipo de presença militar e a ajuda deve entrar em território ucraniano por meio dos postos fronteiriços controlados por Kiev, com escolta de forças governamentais./ AP e EFE

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniaRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.