Sob excepcional esquema de segurança, Otan discute seu futuro

Protegida por um excepcional esquema de segurança (hoje as forças de segurança checas dissolveram manifestação de protesto), começa amanhã na capital checa cúpula histórica da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Os principais objetivos do encontro são modernizar política e militarmente a aliança, expandir o quadro associativo - composto atualmente de 19 países - com a inclusão de mais 7, todos do Leste Europeu, área de influência da antiga URSS, e criar uma força de ação rápida para atuar em qualquer ponto do planeta no combate ao terrorismo, governos renegados e crises regionais.O presidente americano, George W. Bush, pretende também convencer seus aliados a tomar parte em uma coalizão contra oIraque - caso Saddam Hussein transgrida a recente resolução do Conselho de Segurança da ONU, que o força a abrir seus arsenaisde armas químicas, biológicas e nucleares para inspeção internacional. "Essa questão está incluída na pauta", adiantou o anfitrião, presidente checo, Vaclav Havel.Os esforços de Bush esbarram em pelo menos dois fortes oponentes: Alemanha e França. O chanceler alemão GerhardSchroeder declarou-se abertamente contrário a um ataque aoIraque. Por sua vez, o presidente francês, Jacques Chirac, reiterou, antes de embarcar para a República Checa, que a França vetará toda tentativa de envolver a Otan numa guerra contra Bagdá."Nosso inimigo hoje não é mais a Rússia... é o terrorismo internacional", destacou Bush procurando tranqüilizar os generais russos, visivelmente incomodados com a expansão do antigo adversário até as fronteiras russas.A Otan vai convidar Estônia, Letônia, Lituânia, Romênia, Eslováquia, Eslovênia e Bulgária para integrá-la a partir de2004.As autoridades checas estão preocupadas com a possibilidade de manifestações violentas e atentados durante a cúpula, que seráencerrada na sexta-feira. Hoje, cerca de 400 manifestantes, amaioria membros do Partido Comunista Checo, tentaram concentrar-se no centro velho da cidade, mas foram contidos peloexcepcional esquema de segurança e também pelo intenso frio que assola a capital checa.

Agencia Estado,

20 de novembro de 2002 | 17h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.