Sob pressão, Romney decide divulgar seu imposto de renda

Publicação ocorre ao final da pior semana da campanha republicana; candidato pagou 14% da renda ao fisco em 2011

GUSTAVO CHACRA , CORRESPONDENTE /NOVA YORK, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2012 | 03h06

No fim da sua pior semana na campanha para a Casa Branca e pressionado por seus adversários do Partido Democrata, o candidato republicano, Mitt Romney, decidiu publicar a sua declaração de imposto de renda em 2011, além de um resumo das duas décadas anteriores.

Segundo os documentos apresentados ontem, Romney pagou 14,1% de imposto no ano passado, o que equivale a US$ 1,9 milhão de uma renda de US$ 13,7 milhões. Entre 1990 e 2009, Romney pagou uma média de 20,2%, sendo que o candidato não deixou de contribuir em nenhum dos anos - a declaração de 2010 já era pública. Alguns comerciais da campanha do presidente Barack Obama o acusaram de não pagar impostos em alguns anos.

Para a campanha democrata, a decisão de não apresentar a íntegra da declaração dos 20 anos anteriores suscita dúvidas sobre uma possível omissão de informação por Romney, como contas em paraísos fiscais. O republicano já admitiu que teve conta na Suíça, sempre declarada, mas disse que a fechou.

Atualmente, as finanças do republicano são administradas por um fundo com autonomia para investir. Sua renda é proveniente de lucros de investimentos, juros e outros dividendos. Um americano assalariado tem cerca de 35% de seus rendimentos retidos na fonte.

Ainda segundo os dados divulgados ontem, o candidato republicano e sua mulher, Ann Romney, doaram cerca de US$ 4 milhões para instituições de caridade, 29,4 % do total, e usaram pouco mais da metade disso como isenção.

Ao longo da campanha, adversários pressionaram o republicano, mesmo durante as primárias, a divulgar os números. Alguns estrategistas afirmam que ele deveria ter feito isso em julho do ano passado, antes do calor das primárias. A decisão de publicar os números de 2011 encerra uma das semanas mais duras para a campanha republicana.

A prática de publicar as declarações de imposto de renda foi iniciada, ironicamente, pelo pai do republicano, George Romney, quando ele foi pré-candidato pelo partido nas primárias de 1968 e perdeu para Richard Nixon. Ex-governador de Michigan e executivo de uma indústria automotora, o pai de Romney publicou 12 anos de declarações de imposto de renda.

Embora algumas pesquisas ainda o situem empatado tecnicamente com Obama e outros institutos coloquem o presidente cinco pontos porcentuais à frente, analistas acreditam que a probabilidade de Romney vencer é de apenas um terço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.