Sob risco de tsunami, Japão e Rússia irão evacuar litoral

No Japão, são esperadas ondas de até três metros. Na Rússia, de dois metros

Agencia Estado, AP e Reuters

27 de fevereiro de 2010 | 21h51

Japão e Rússia, sob alerta de tsunami, anunciaram planos de evacuação no litoral. Na Rússia, serão evacuadas a penínsulas de Kamtchatka e as ilha Sajalin, as quais esperam ondas de dois metros de altura, segundo a agência RIA Novosty, que cita fontes oficiais. Já, no Japão, mais de 11 mil moradores serão retirados da cidade de Sendai, no norte. De acordo com a Agência Meteorológica Japonesa, às 13h deste domingo (1h em Brasília), é esperado um tsunami com ondas de três metros de altura no litoral do Pacífico que banha  o país.
 
Depois de ter cancelado o alerta de tsunami no Havaí, o Centro Pacifico de Alerta de Tsunami cancelou também o alerta para todas as regiões do Oceano Pacifico anteriormente em atenção. Apenas Rússia e Japão ainda estão sob estado de alerta. 
 
O alertas de tsunamis foram dados depois que um terremoto de 8,8 de intensidade deixou 214 mortos no Chile e uma onda de destruição na região central do país e na capital Santiago.

O Centro informou que o Havaí escapou praticamente ileso das enormes ondas provocadas pelo terremoto ocorrido no Chile na madrugada de sábado.

A governadora do Estado, Linda Lingle, afirmou que não foram reportados danos em qualquer parte do Havaí.

Durante todo o sábado o Centro observou a maré ao longo da costa, mas as ondas não atingiram a praia. Lingle classificou tudo como "um grande dia que terminou bem".

As informações são da Associated Press e Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
TSUNAMEALERTAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.