Sobe a 45 número de vítimas fatais de acidente aéreo na Rússia

Menino de 10 anos, até então um dos 8 sobreviventes do acidente, tinha queimaduras muito graves

Efe,

22 de junho de 2011 | 05h29

MOSCOU - O menino de dez anos que sobreviveu ao acidente do avião Tu-134 que caiu na terça-feira, 21, no noroeste da Rússia faleceu nesta quarta-feira, 22, no hospital, elevando a 45 o número de vítimas fatais da catástrofe aérea, informaram fontes oficiais.

 

"O menino faleceu às 2h50 de Moscou. Tinha queimaduras muito graves e outros ferimentos", disse à agência oficial russa RIA Novosti Oxana Semiónova, porta-voz do Departamento de

Emergência de Karelia, república russa fronteiriça com a Finlândia, onde aconteceu o acidente.

 

O menor era um dos oito sobreviventes do acidente aéreo, entre os quais se encontra sua irmã, de 14 anos, internada em um hospital de Moscou.

 

O Tu-134, pertencente à companhia Rusair, caiu em uma estrada a poucos quilômetros de seu aeroporto de destino, o de Petrozavodsk, a capital de Karelia.

A bordo da aeronave, um bimotor com mais de 30 anos de serviço, estavam 43 passageiros e nove tripulantes.

 

O Comitê de Instrução da Rússia declarou que há três linhas de investigação: erro humano do piloto ou dos serviços em terra, problemas técnicos na aeronave e as condições meteorológicas no instante da aterrissagem.

Tudo o que sabemos sobre:
Rússia, acidente, avião Tu-134

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.