Sobe a 5 número de vítimas de tufão na China

Antes de enfraquecer, Morakot deixou ainda pelo menos 17 mortos e 52 desaparecidos na região

Efe,

11 de agosto de 2009 | 03h16

A tempestade tropical que se seguiu ao tufão Morakot em sua passagem pela China elevou a cinco o número de mortos no sul do país, os dois últimos na ilha de Hainan, informou a agência de notícias local Xinhua.

 

As duas vítimas eram pescadores e morreram quando seus barcos afundaram perto do litoral chinês, onde outros dois pescadores e quatro marinheiros de um barco cambojano seguem desaparecidos, informou um porta-voz das equipes de resgate de Hainan.

 

O tufão, que já deixou 17 mortos, mais de 53 desaparecidos e milhões de desabrigados até perder força e se transformar em tempestade tropical, atingiu 1,6 milhão de habitantes nas ilhas, 92 mil deles hoje desabrigados.

 

As autoridades declararam o leste da China em alerta vermelho, o nível máximo para enfrentar os tufões, devido à força do fenômeno, transformado posteriormente em tempestade tropical em Fujiang, Zhejiang, Jiangxi e Hainan.

 

Em Taiwan, centenas de pessoas desapareceram em aldeias soterradas por lama após a passagem do tufão Morakot. Os números oficiais falam de 37 mortos, 52 desaparecidos e 35 feridos, segundo o Serviço Nacional de Bombeiros de Taiwan.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaMorakot

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.