Sobe a 506 número de mortos por enchente na Tailândia

O total de mortos na Tailândia em decorrência das inundações que atingem o país subiu para 506, segundo informações do governo, enquanto a água suja continua entrando na área norte da capital Bangcoc. Três meses de intensas chuvas provocaram a pior inundação na Tailândia em meio século, prejudicando boa parte do país desde julho. Em algumas províncias ao norte de Bangcoc as águas começaram a baixar, mas elas continuam subindo em torno da capital, que fica no caminho natural do fluxo de água até o Golfo da Tailândia.

AE, Agência Estado

06 de novembro de 2011 | 08h53

Até agora as autoridades ordenaram a saída de pessoas de oito dos 50 distritos de Bangcoc e sete outros estão muito ou parcialmente inundados. Ontem as águas começaram a entrar na maior zona de comércio aberta da capital, o famoso mercado de fim de semana Chatuchak, uma atração turística.

O primeiro-ministro do país, Yingluck Shinawatra, afirmou ontem em uma transmissão por rádio que um plano que será apresentado ao gabinete na terça-feira pretende separar 100 bilhões de bahts (US$ 3,3 bilhões) para reconstruir os locais afetados pelas inundações. "Eu admito que essa tarefa é realmente exaustiva, mas não vou desistir. Só preciso que o público entenda", declarou.

Autoridades afirmam estar confiantes de que o Aeroporto Suvarnabhumi, a única porta aérea do país para o exterior, permanecerá livre das águas. O segundo aeroporto de Bangcoc, usado para voos domésticos, já está inundado e segue fechado. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
inundaçãoTailândiaenchente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.