Sobe a 75 total de mortos em terremoto na Nova Zelândia

Número de pessoas presas sob os escombros em Christchurch é desconhecido, diz prefeito

Agência Estado

22 de fevereiro de 2011 | 20h37

Christchucrch é a segunda maior cidade da Nova Zelândia.

 

CHRISTCHURCH - Subiu para 75 o número de pessoas mortas no terremoto de magnitude 6,3 que atingiu a cidade neozelandesa de Christchurch na manhã desta terça-feira, 22, (segunda no Brasil) informaram autoridades locais.

 

Em entrevista coletiva concedida na quarta-feira (hora local), o primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key, informou que o número de mortes confirmadas no tremor seguido de abalos sísmicos secundários passou de 65 para 75. Ao mesmo tempo, o prefeito de Christchurch, Bob Parker, comentou que 300 pessoas foram listadas como desaparecidas, mas observou que o número real de pessoas presas sob os escombros ainda é desconhecido.

 

O tremor de terra sacudiu a cidade de Christchurch, a segunda maior da Nova Zelândia, às 12h51 locais desta terça (20h51 de segunda em Brasília). O forte terremoto causou extensos danos a imóveis em Christchurch e provocou o desabamento parcial de uma catedral de pedra nesta cidade de cerca de 350 mil habitantes.

 

Dois ônibus foram soterrados e a TV local mostrou corpos sendo retirados dos escombros espalhados pelo centro. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
terremotomortesNova Zelândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.